domingo, 17 de janeiro de 2010

Quem sou eu? Quem é tudo?

Postado por MissHachi7 às 00:23
As várias nuances que tenho de mim não me parecem suficientes para traçar algo definido. Tento me aperfeiçoar a cada instante, e uma definição absoluta em pouco tempo seria ultrapassada.Claro que isso cabe a todas as pessoas [pelo menos às de constante expansão intelectual], então não é algo propriamente exclusivo. De certa forma, nada é exclusivo. As pessoas costumam repetir: "Nada se cria, tudo se copia", mas essa frase à Lavoisier me soa tão limitante, que me esforço para contrariá-la.Mas me descobri em uma situação incômoda. Não há mais o que se criar. Acreditem.Esqueçam a área da tecnologia. Eu queimaria minha língua se tentasse fazer essa afirmação num espaço tão criativo e mutante como esse.E, claro, estou constantemente engolindo minhas próprias palavras. Dizer que não há mais o que se inventar é aceitar a limitação como algo intrínseco na espécie humana. É provar que não se tem ideia das inovações de que já fomos prova, das que nunca vimos antes e das que ainda veremos... Sinto, dizer-lhes, caros pessimistas espalhados mundo afora, mas acredito piamente na humanidade e na sua capacidade de se fazer nova a cada instante, na sua constante mutação e nas implicações [boas ou más, e seja o que Deus quiser] que possam haver nas mesmas.Eu creio nessa polaridade positiva...

0 comentários:

Postar um comentário

 

Casa da Hachi Template by Ipietoon Blogger Template | Gadget Review