segunda-feira, 18 de junho de 2012

Pensamentos Transversais

Postado por MissHachi7 às 15:40

      Sabe quando você tem uma concepção, que na sua cabeça já está prontinha e perfeita, praticamente esperando para ser colocada pra fora e fazer sentido pros outros também? E você pensa nela como um lago plácido e sem qualquer perturbação na superfície? E ela é tão linda e perfeita e sem defeitos ou lacunas não-preenchidas?
        E de repente vem uma pedra achatada [onde, aliás, lê-se “realidade” e “made in Mexico”], e cai bem no meio do seu lago-concepção. Então, chamo isso de pensamento transversal. Talvez não seja exatamente essa a definição de quem entende do assunto. Mas eu estava ficando com sono e na hora me pareceu um bom nome.
       É difícil admitir que sua cristalização de conceitos não é a correta. Um pensamento transversal pode parecer um trator que vem demolindo toda e qualquer construção quase sólida em que você já trabalhou para ficar de pé! Todos os dias eu tenho pelo menos um desses minions chegando por aqui. Em dias de filosofia pesada, dezenas de valores meus caem por terra, atravessados por pensamentos transversais. Sabe, fatos que contradizem minhas opiniões, idéias alheias que fazem muito mais sentido do que as minhas.
            Esse tipo de quebra de valores é, deveras, muito mais dolorido do que quebrar um osso; eu posso dizer isso porque nunca quebrei um osso. E é péssimo ter suas conclusões descartadas por você mesmo. Aliás, não é péssimo no sentido literal da palavra. Incomoda, entende? Mas também ajuda quando você admite que é necessário que o que há de errado em você seja substituído pelo que é certo.
           E nesse ritmo, continuamos na rota “tentando evoluir um pouquinho”.

2 comentários:

Monique Hovacker disse...

Adorei esse também... Tb vou chamar isso de pensamentos transversais! Cara, eu nunca QUEBREI um osso, mas doeu tanto descolar a cartilagem do tornozelo, que eu não quero nem imaginar a dor de quebrar um osso... Principalmente se for fratura exposta - eu morro de medo de ter câncer ou de sofrer uma fratura e exposta então, nem se fala. Tb tenho medo de sofrer um acidente de carro e minhas pernas ficarem presas nas ferragens, mas isso não tem nada a ver.
Só o que eu acho é que é consolador quando eu vejo que tem mais opções esperando serem descobertas por mim, além do que eu imaginava, sabe? Pq mesmo sendo meus pensamentos, às vezes eles ficam um pouco confusos pq falta algo, e quando alguém completa a minha conclusão ou muda ela completamente, tipo: "Cara, eu tava errada esse tempo todo!" Sabe, isso me faz bem pq me permite ter novas ideias a respeito de tudo aquilo ou até mais ideias ainda do que eu tinha! Acho que isso estimula a gente a crescer e evoluir, e tb incentiva a criatividade oculta que precisa sair de alguma forma... Talvez esteja esperando por pequenas decepções! Sei lá, eu não entendo meus comentários, isso eu deixo pra vc! Adorei o texto!
Beijão! s2

Hachiko disse...

Eu só tenho medo de morrer lenta e dolorosamente [o que engloba grande parte dos medos em geral]. Mas enfim, eu também acho que esperar por essas "pequenas decepções" talvez sejam exatamente essa expectativa por crescimento e iluminação intelectual e moral a que somos chamados de vez em quando! Eu AMO seus comentários! Muuito obrigada por ler *-* Beeijo!

Postar um comentário

 

Casa da Hachi Template by Ipietoon Blogger Template | Gadget Review