quarta-feira, 18 de julho de 2012

Felicidade

Postado por MissHachi7 às 03:38
Ser feliz é tão simples, e tantas coisas se mostram contra isso! Não é? Na verdade, só percebemos o quão ridiculamente fácil é ser feliz quando assistimos a nossa felicidade passar dando adeuzinho, fora do nosso alcance por motivos criados e sustentados pelo nosso inimigo que tem mais poder sobre nossos destinos, vidas e sinas... nós mesmos. Digo isso não apenas por ter experiência no ramo [afinal, eu já estraguei tudo para mim várias vezes... qualquer dia conto sobre essas peripécias], mas por ver todos os dias muitas pessoas pisando na própria felicidade por motivos tão fúteis que até eu percebo a besteira cometida no ato.
                Como as pessoas que não se declaram. Santa mãe de tudo que é doce e puro, não me lembro de ver atitudes egoístas assim desde o jardim de infância, quando uma menina me mordeu pra eu não conseguir mexer a mão o suficiente para pegar a boneca nova dela... Mas voltando, um exemplo: uma garota gosta de um garoto, mas não pode contar pra ele porque assim que ela o fizer, ele vai ficar se achando e para dar uma inflada no próprio ego, vai esculhambá-la e sair se sentindo o rei da cocada preta... Quer dizer, que doença! Quando foi que ser motivo de afeto tornou-se razão para humilhar alguém? Isso só gerou tanto medo da verdade que amores verdadeiros andam morrendo sufocados pela covardia de muitos corações.
                Mas essa não é única sabotagem de quem se impede de ser feliz. Há aqueles que inventam obstáculos, ou aceitam limites arbitrários para se interpor entre seus sonhos e sua força. Isso me mata de preguiça. Você conhece alguém assim? Que só tem que esticar a mão um pouquinho mais pra alcançar a felicidade e inventa que levou uma flechada no joelho pra não poder (não PODER, porque ACREDITA sinceramente que está ferido de morte) chegar lá? Então. Quão desolador é isso? No mínimo eu tenho vontade de mostrar, com provas empíricas mesmo, que não, não tem nada de errado, não existe essa porcaria de muro que te disseram que está aí, larga de ser babaca, vai lá e faz o que tem que fazer, é seu sonho, sua vida, sua felicidade... Mas os piores cegos são os que não querem enxergar.
                O segredo [e eu sei disso porque, graças ao castigo da semana passada, li dois livros de auto-ajuda, beijos] é tentar admitir a simplicidade da vida. É reconhecer que grande parte das nossas dificuldades são geradas por preconceitos nossos, por nos agarrarmos tão ferrenhamente às experiências passadas, por termos medo de reações semelhantes. Sabermos que a única vantagem de errar é que retiramos boas lições de acontecimentos ruins. Mas devemos esquecer os acontecimentos em si. Guardar só a moral. Pra não ficarmos amarrando nossa felicidade com cordas de suposições, conhece? Aquelas do “e se...?”.

0 comentários:

Postar um comentário

 

Casa da Hachi Template by Ipietoon Blogger Template | Gadget Review