sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Outro tipo de saudade

Postado por MissHachi7 às 20:07

Eu sei que soa estranho pra muita gente, mas sempre repito mesmo assim: queria saber como é sentir aquela sensação de que alguém sente falta de você. Não, só essa frase não explica direito o que eu quero dizer. Então me deixe aprofundar um pouco minha filosofia rasa.
Todos sabemos: saudade é um sentimento ingrato. É um vazio, mas daqueles que preenchem muitas horas, muitos dias, muitas vidas. Uma das piores sensações é estar longe de alguém muito querido,  querer abraços e não ter quem possa oferecê-los (e recebê-los), estar assistindo um seriado, rir, virar para o lado e não ter ninguém ali para rir com você ou fazer comentários a respeito. Sentir saudade é algo que pode levar à loucura. Dói, entristece, esvazia sentidos, cansa.
Mas o que acontece é que eu gostaria de saber que eu sou essa falta que surge em alguém. Muito egocentrismo da minha parte? Com certeza.
Eu sei que muitos amigos meus já sentiram saudade de mim, e me entristeço por esse vazio que eu causei por algum tempo, além de também tê-lo sentido. No entanto, não é dessa situação de que estou falando.
Sabe quando você ama alguém? Ama muito, a ponto de doer profundamente no seu coração o fato dessa pessoa poder nem sequer chegar a saber do tamanho do seu sentimento? E você morre de medo de assustá-la com o quanto você a ama, e prefere nem contar... E essa pessoa vai embora? Sabe? É dela que eu estou falando. Nunca vou causar esse tipo de saudade em ninguém, mas adoraria.
“Nossa, Hachiko, que malvada, você. Quer partir o coração de alguém? Quer ir embora e deixar um cara apaixonado morrendo de saudade sua?”
Mais ou menos.
·         Primeiro, eu sei que isso nunca vai acontecer, por isso não há nada de errado em querer que aconteça.
·         Segundo, se eu soubesse que ele me amava desse jeito, eu voltaria, poxa. Não sou a pessoa cruel e sem coração que pareço.
·         Terceiro, deixe-me sonhar, é grátis.
No final das contas, talvez eu nem queira a saudade de ninguém, eu devo querer só amor mesmo. “Só”. HAHA. Detesto feriados. 

0 comentários:

Postar um comentário

 

Casa da Hachi Template by Ipietoon Blogger Template | Gadget Review