sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Uma raridade

Postado por MissHachi7 às 21:31

Quais as chances de se conhecer um Deus pessoalmente? Bom, quando se trata de acontecimentos improváveis, sou sempre uma candidata séria. Quais as chances de você esquecer sua garrafa de água em casa quando o ar condicionado da sua sala estragou e está um calor infernal lá? E assim por diante.
Mas enfim. Pense numa pessoa improvável. Digamos que ela tenha um QI acima da média (já é raro...), goste de axé (“como energia vital, não como gosto musical”), repleto de tendências esquerdistas, com talento para... basicamente tudo (exceto para a vida em sociedade, mas provavelmente isso estará resolvido em pouco tempo), que faça Medicina (aposto que o raio de busca já diminuiu bastante), com uma voz linda e conhecimentos de astronomia. Eis Deus.
Não me lembro do motivo porque comecei a chamá-lo Deus [lembro sim, só estou com preguiça de contar], mas como adequou-se perfeitamente, ficou assim. Acho que existem, lógico, algumas pessoas que aparentemente foram feitas com formas únicas. Tem gente que é tudo igual (nada contra), mas algumas tem o dom de ser completas obras de arte, incomparáveis! Pessoas que fogem até mesmo do convencional e você demora a saber se gosta delas. Porque o diferente dá medo. E Deus é muito diferente.
A começar pelo tom de voz, que dá calma. Depois quando fala de estrelas, e todos ficam em silêncio, no escuro, no meio da noite, no quintal, só escutando: “agora aquela estrela ali? A laranjada, mais brilhante? É Antares. E agora, estão vendo um pouco para cima? E ali, e ali? Tudo isso é a constelação de Escorpião.”. Quem é tão paciente? Mesmo quando está muito chateado, nunca desce o vocabulário para muito aquém de “que isso, filha?”. Às vezes, sim. Mas raramente.
E quantas pessoas mereceram estrelas da sorte? Tá certo que algumas merecem e ainda não ganharam (AINDA), mas Deus ganhou muitas. Com um panda. E eu só estou falando sobre tudo isso porque realmente achei que uma pessoa tão importante merecia ser mencionada, descrita (pobremente, afinal Deus é muito mais do que eu possa dizer). Enfim. Esquerdista, sempre do lado esquerdo do peito. Porque finais bregas são legais.

0 comentários:

Postar um comentário

 

Casa da Hachi Template by Ipietoon Blogger Template | Gadget Review