quarta-feira, 29 de maio de 2013

Todo mundo vai

Postado por MissHachi7 às 17:41
   Parece uma conclusão óbvia, mas se você parar pra pensar com carinho, não é. Todo mundo vai embora um dia, e mesmo assim teimamos em nos apegar, em gostar de quem chega, querer que fique, achar que vai ficar mesmo. 
   No começo do ano a minha melhor amiga, que se mudou pra Botucatu (também conhecido como "muito longe") pra fazer Medicina. 
   Nós éramos extremamente unidas, o dia todo coladas uma na outra, conversas, estudos, abraços. 
Conversar seriedades arrumando os óculos, tentando não rir. Deitar sob o aparelho de ar condicionado sem poder dormir. Discutir amenidades pra rir fácil. Contar sobre o que acontecia nas poucas horas em que não estávamos juntas. Ouvir músicas boas muitas vezes até tomar raiva. Reclamar do quanto pessoas são impossíveis. Conformar, porque também somos pessoas. O ruim da saudade é que ela começa quando a pessoa vai pra longe, mas não acaba quando a gente se vê.
   Eu achava que já tinha sentido saudade. Essa foi, no entanto, a primeira separação real por que eu já passei. Quer dizer, a mais terrivelmente significativa, a pior.
   Esse mês foi outro. Mal chegou, vai. O mané.
   Deixa saudade porque tem pessoa que ocupa espaço demais, folga demais, e quando sai, fica tudo vazio, silencioso... Voltei a ser a única que reclama, que come demais. Nossa, agora que estou pensando, não vou ter com quem competir quem come mais. Droga. Agora a cadeira boa da biblioteca é só minha, mas nem quero muito sentar lá. Sem ser motivo de discussão, não tem graça. 
   E eu estava chorando, triste do fundo do coração depois de pensar demais nessas coisas. A Rose veio falar comigo. É assim mesmo. Todo mundo vai. Não tem motivo pra ficar triste.
   As pessoas vêm, bagunçam a gente, fazem festa, colorem alguns dias e simplesmente vão fazer isso em outro lugar, porque é como dá pra fazer mais gente feliz pelo menos um pouco. Conhecendo quem seja assim. Sendo assim.
   Não estou me conformando com o fato de eles não ficarem mais por perto. Estou reconhecendo a normalidade de eles estarem longe. Eu perdoo vocês, seus malas.

0 comentários:

Postar um comentário

 

Casa da Hachi Template by Ipietoon Blogger Template | Gadget Review