quinta-feira, 13 de junho de 2013

Resquício

Postado por MissHachi7 às 21:23
Como eu cheguei a esse ponto?
Olhando para baixo, não acho que terei mesmo coragem de pular. Se eu não tenho coragem de enfrentar o que me inferniza, e nem de acabar com isso, eu sou oficialmente uma covarde?
Não sei se eu quero voltar. Acho que a situação perfeita para mim é exatamente esta aqui. Nem vivendo, nem morta. O limiar. O quase. Mas não posso continuar parada. Alguém vai reparar que estou namorando demais a vista. Dá cócegas no diafragma.
Mesmo que reparem, alguém viria falar comigo?
Duvido muito. Pedindo socorro, ninguém veio. Estou só aqui parada. Não farei falta, não causarei problemas. O rio vai me levar e minha incapacidade de nadar vai fazer o resto. Um arrepio percorre minha espinha. A água deve estar gelada a esta hora.
Bonito. Até o medo da temperatura da água está sendo uma desculpa. Talvez eu realmente não tenha coragem de pular. Talvez eu seja tão medrosa que preciso enfrentar a vida e seus problemas [e meus problemas] no seco?
Na verdade [e agora quem fala é alguma autoestima que acabou de acordar], acho que eu sou é corajosa, sim. Prefiro dar a volta por cima (que expressão besta!), e lidar com as merdas advindas das minhas decisões do que fugir, acabar com qualquer possibilidade de mudar o rumo que tudo tem tomado e nem sequer ter um velório decente.
Minha mãe vivia me dizendo sobre as consequências do suicídio para o espírito desencarnado. Será que eu já passei por essas consequências em alguma outra vida de que também quis sair mais cedo? Porque a mera perspectiva me dá frio na barriga. Deve ser resquício. Sei não.
Dou uns passos pra trás e à medida que me afasto da beirada, minha respiração vai voltando ao normal. Sinal de que é a decisão certa? Viro-me e caminho de volta a minha vida chata, cheia de alívio.

Não importa como cheguei a esse ponto, importa ter conseguido seguir em frente apesar dele.

0 comentários:

Postar um comentário

 

Casa da Hachi Template by Ipietoon Blogger Template | Gadget Review