terça-feira, 21 de janeiro de 2014

Meus amores reais

Postado por MissHachi7 às 20:10
Como uma pessoa cujos amigos moram longe ou vivem ocupados, passei a fazer amizades online. Se o mundo fosse justo não se chamaria Terra, que começa com T de Tristeza [porran], e as pessoas mais legais que estão na internet não se encontrariam fora do meu alcance. Achando ruim? Calma! Isso não diminui meu amor! Conexão de mentes é assim. E como ando destilando amor, quero falar de dois dos meus amores virtuais...

Monique e Audrey


Monique é possivelmente uma das mais "antigas" haha velha, infinitamente doce e meiga, é mais velha que eu mas ninguém diz! Parece minha filha, minha irmã... ou seja, parece parente, de tão próxima e de tanto amor. Ela também ama o Apollo, isso foi o que nos aproximou e nos manteve juntas, no começo... Agora estamos grudadas definitivamente por osmose carismática. Me enche de carinho e de fofura, mesmo sumindo de vez em quando. Eu perdoo os sumiços pra ela perdoar os meus... Nós nos apoiamos em momentos difíceis. Posso dizer tranquilamente que ela me conhece bem melhor que muitas pessoas que convivem comigo. Coisa de alma. Ela é uma artista, repleta de criatividade, esbanjando ideias e alegria. Eu não a consideraria uma pessoa sempre feliz, mas uma pessoa sempre disposta a ouvir nossa sugestão para sorrir. É muito amor. Me pede pra cantar músicas pra ela, o que amo. Pede músicas que não conheço, e até hoje devo isso a ela. Por quem mais eu escutaria Thalia? Quem me deu a maior força pra voltar ao blog?  Monique, a minha linda. Nunca a encontrei, mas tenho saudade de passar tardes inteiras desenhando com ela... E temos planos de nos conhecermos pessoalmente em  2014! DESSA VEZ ROLA!

Audrey apareceu de repente, e eu já fui me declarando. Eu me apaixono por mulheres, sim. E ela foi tão igual a mim desde sempre, que eu fiquei cativada. Os cabelos coloridos [de azul], a agressividade [tão eu!], a voz que parece de criança. E o coração tão forte, nossa! Me ouve miar sobre o quanto os homens não prestam. Mas sempre me lembra que o amor existe, e que é uma questão da gente sobreviver a esses sustos. Lê o blog antes mesmo de eu divulgar, mia de saudade, reclama que eu sumo. Como não amar essa atenção, esse carinho? Como não retribuir? Ela é uma mistura de limão e açúcar. Viu, Audrey? Você é uma limonada. Ela faz desenhos perfeitos, do tipo fotografia. Eu fico só besta da vida vendo aquilo. Um dia crio coragem pra pedir que ela me desenhe, mas ainda não (entenda a indireta, pfvr). Usamos anilina. Entendemos os ataques uma da outra. E mesmo sendo mais nova que eu, ela me dá conselhos e ajuda a equilibrar minha cabeça quando a depressão senta no meu peito. 2013 acabou bem porque ela chegou. Também temos esperança de nos encontrar para algumas tatuagens e gordices. E o mundo que aguarde quando esse encontro ocorrer. Pode haver uma supernova.


0 comentários:

Postar um comentário

 

Casa da Hachi Template by Ipietoon Blogger Template | Gadget Review