quarta-feira, 19 de março de 2014

Como as coisas vão

Postado por MissHachi7 às 15:44
   Apesar de ninguém ter me perguntado, vou contar como tem sido morar fora de casa.  



   Para quem não sabe, eu saí de Uberaba e vim para Araxá a fim de fazer Engenharia de Minas. Sim, eu também duvido. De qualquer forma, cá estou há 4 dias e já tenho feedback para os senhores [sim, porque QUEM precisa de mais que 4 dias para ter uma impressão geral a respeito de algo? lerdos]. Para não ficar prolixo, vamos trabalhar com tópicos.

Morar sozinha - solitário pra caralho, chorei igual uma desgraçada todas as noites, mas ontem a Leni conversou bastante comigo e decidi que não vou mais chorar, porque é uma falta de vergonha na cara. Está tudo bem, pra que chorar? Vai estudar, sua à toa, ocupa a cabeça, escreve no blog, liga pra alguém, vai andar por aí, conhecer a cidade [isso eu não faço, porque honestamente, o caminho da faculdade até aqui já é extenso o suficiente, obrigada]. É bom ter silêncio para ler e costurar, mas faz falta ter aquele barulho de fundo, aquela zoeira de Luan Santana e risada de irmão mais novo.

Comida - no CEFET tem o restaurante subsidiado pelo governo, então eu só não como granola o dia inteiro porque almoço lá; fora isso, tomo um daqueles shakes diet de manhã e passo a tarde comendo granola [sem interrupção - sim, estou comendo agora]. A menina que mora aqui ao lado não sabe como não passei mal até hoje. Na verdade, não sabe que eu passei mal hoje.

Trote - eu andei na linda posição kama-sútrica do "elefantinho", fiquei andando em fila indiana pela faculdade, fui suja de tinta, tudo bonitinho como manda a estúpida tradição... mas passei mal e fui embora antes das fotos, ou seja, não há provas de que participei, porém estive em quase 45% da zoeira toda. Não adianta perguntar pra galera, ninguém me notou, porque sou discreta [aham], mas a tinta na toalha e nas roupas não deixa margem para dúvida. Não foi divertido, mas também não foi o fim do mundo, como alguns fazem parecer. Quem coordenou foi a galera da Atlética, e foi uma gracinha. Pelo menos até chegar a chuva. Aí virou uma melequera de tinta e ainda bem que eu não estava mais lá.

Organização - já falei muitas vezes sobre o quanto não tenho hábitos organizativos nem muita decência para a colocação de ordem nas coisas, mas como aqui eu fico 17 horas por dia enfurnada no meu quarto, acabou que eu tenho como passatempo ficar arrumando as coisas. Até trocar lençol, trocar fronha de travesseiro [hábitos em que eu não acreditava] estou trocando (pf, ainda estou no quarto dia, em um mês já não tem nem lençol mais), mas tudo isso é excesso de tempo livre.

Estudos - olha, é o quarto dia, tem professor que nem existe ainda, tem matéria que não temos... até agora só Química Geral [a professora chegou e aplicou uma prova, no lindo primeiro dia de aula... ela chamou de "diagnóstica", foi adequado, o resultado foi "o que você está fazendo aqui?"], Geometria Analítica [que, como eu me lembrava do colegial, é um porre e difícil ao mesmo tempo, ou seja, mágica], Cálculo 1 ["a única coisa que vocês não vão aprender na minha aula é a calcular" O.O] e Programação de Computadores 1. Dá um pouco de medo esse "1" na frente das coisas, porque implica que haverá mais. Droga. Em cálculo só 2 alunos foram aprovados sem exame especial, isso me deu medo. MUITO. MEDO.



É basicamente isso, pessoas, tá ruim mas tá ótimo, essas tretas fazem parte da vida. Só algumas conclusões:

- se nesse regime alimentar eu não emagrecer, sou podre por dentro;
- se meu sobrenome não fosse Madruga poderia ser Saudade, porque pqp;
- eu estou postando menos porque a internet aqui é tosca;
- quando eu for veterana vou ser muito legal com meus bixos;
- agora eu amadureço;
- andar de ônibus é uma bênção;
- minha família e meus amigos são o que me impede de pular da janela em dias como esses 4 últimos.

0 comentários:

Postar um comentário

 

Casa da Hachi Template by Ipietoon Blogger Template | Gadget Review