quarta-feira, 5 de março de 2014

Melhor sem amor

Postado por MissHachi7 às 16:56
  

 Uns amigos vieram comentar comigo que o blog está mudando [opa, alguém reparou!], que eu não ando falando sobre amor como costumava falar e tenho criticado muitas coisas com uma agressividade desnecessária. Bom, na minha opinião, agressividade nunca é necessária, mas combina bastante com meu estado de espírito atual, por isso estou usando mesmo, desculpa.
   E sobre a falta de amor, é, pode me chamar de mal-amada, mas acontece que eu passei 2013 inteiro enrolada, então o Grande Rei do Terror não me deu nenhuma pausa para desenvolver autocrítica nem melhorar a seleção, então de janeiro a novembro, eu estava "apaixonadinha", reparem, nesse período eu estive meio melosa e romântica e fofinha e falando das coisas do coração como se fizesse alguma ideia do assunto. Não que eu estivesse enganada, na hora tudo fazia muito sentido. 
    No entanto, como já disse antes, parece que a vida está me dando um tempo, e não tem nenhum cara que eu esteja perseguindo no momento. Até tinha, mas ele sumiu no carnaval, e se você não pode confiar em uma pessoa no carnaval, por que confiaria em qualquer outra época do ano? 
   Enfim, não tem ninguém para eu me importar a ponto de ser doce e afável, escrever poemas ruins e querer postar músicas lindas.
  Então, como um exercício saudável de bullying contra mim mesma, quero fazer um revival com alguns dos momentos mais piegas da história [ainda curta, mas intensa] do "Casa da Hachi", desde quando ele ainda chamava "Aline's Line" [ninguém é dessa época, só eu...].

2009 
2012
2013



   Vamos concordar, vocês me preferem como estou agora, né? O amor tira minha habilidade de fazer comentários sarcásticos. E meus assuntos ficam repetitivos, nada se desenvolve tranquilamente sem acabar estacionando no quanto eu estou apaixonada [eca],. Depois dos acidentes relacionamentais que aconteceram, algumas pessoas vieram recomendar que eu não perdesse minha habilidade de amar e ser carinhosa. Bom, perguntem aos meus amigos, eu continuo sendo um amor de pessoa. Só estou evitando associar isso com pegações, porque estraga todos os esquemas sinápticos aqui. 
   Antes uma pessoa "sozinha" e divertida que uma toda enrolada com caras que a deixam melindrosa e com medo da vida. Ultimamente até eu ando gostando mais de mim... Foda-se o resto! 

0 comentários:

Postar um comentário

 

Casa da Hachi Template by Ipietoon Blogger Template | Gadget Review