quinta-feira, 17 de abril de 2014

Método de constrangimento - pai

Postado por MissHachi7 às 12:28
  

  Talvez vocês tenham ouvido falar [ou talvez tenham visto ao vivo, porque né, não foi muito discreto], mas eu caí numa festa semana passada e rompi uns ligamentos do joelho. Então tenho vivido os últimos dias apoiada em analgésicos, antiinflamatórios, bandagens e pomadas de cânfora [Deus os abençoe]. Talvez um dia eu conte o que aconteceu... mas esse dia não é hoje.
   Então, como plano de fundo para essa historinha fazer sentido, vamos relembrar algumas informações relevantes: joelho zoado, pai zoador, e um detalhe: um cara muito lindo que faz o mesmo curso que eu, porém em períodos mais adiantados, e não conversa comigo, em geral. Vamos chamá-lo de X, para efeito paradigmático. É, basta.
   Graças a minha destreza fascinante, meu joelho estava saindo do lugar e doía muito, então pedi pro meu pai levar uns remédios pra mim, aproveitando que ele estaria de passagem em Araxá. A princípio, ele deixaria tudo no pensionato onde moro, mas por uma decisão incoerente do destino, ele foi levar isso na faculdade. 
   Saí da aula, fui encontrá-lo no estacionamento, em frente ao prédio da recepção e próximo a um quiosque onde os alunos do ensino médio ficam matando tempo. 
   Ele parou o carro e virou-se para pegar alguma coisa atrás do banco, e, nesse momento, X se aproxima [bem do nada, acho que ele é um anjo, oi] e pergunta sobre meu joelho, super simpático e amável. Eu, claro, perco todo o traquejo social e faço alguma piada estúpida sobre o fato de possivelmente mancar pelos próximos meses, enfim, ele ri e continua andando. 
   X ainda não se afastara o suficiente quando meu pai desceu do carro e, à guisa de bom-dia, disse:
  - Aline, seu pescoço está sujo. 
   Não tive o coração para ver se X olhou para trás, mas se eu e meu pai temos algo em comum, é o fato de falarmos sempre em alto e bom som. Pensei, é, foda-se
Oi, pai, tudo bem? 
Tudo, aqui a pomada, aqui comidas, mas não come tudo não, você tem que emagrecer. 
É, eu sei, obrigada. Tchau, pai. 
   Sorri. 
   Pra quê, né.
   - VOCÊ NÃO PASSOU FIO DENTAL HOJE? - ele ficou fora de si, e a cada palavra gesticulava com veemência, chegando indecentemente perto dos meus dentes para uma análise mais acurada. O lado ruim de ter pais ortodontistas/protéticos/dentistas. Em minha defesa... ah, foda-se, não tinha passado mesmo.
   Imediatamente pensei, bem, essa todos ouviram. 
Não, pai, vou passar agora, tem fio dental na mochila.
   - Está louca, tem aqui, pera um pouco que eu vou pegar. - ele voltou para o carro, eficiente.
   A vontade era de sair correndo, mas ficar de pé já era doloroso o suficiente, então esperei. Ele puxou o banco do motorista pra frente com força, acertando a buzina. 
É, definitivamente temos a atenção geral agora. 
   Eu comecei a mancar pra longe, mas ele foi mais rápido e me "abraçou", prendendo meus braços junto ao corpo. Fiquei travada - literalmente - e ele começou a me doutrinar sobre os riscos a que eu estava sujeitando a minha gengiva por não passar fio dental de manhã. 
   O fato de meu pai ser maior que eu já mostra que ele é gigante. Para bases comparativas, saibam que eu peso 110kg. Para alguém ser mais forte, mais pesado e mais bruto que eu, é necessário que seja muito forte, muito pesado e muito bruto.
   Um lado de mim estava achando muita graça na situação toda, porque quais as chances de uma pessoa de 20 anos ter que passar por isso na porta da faculdade? 
   Todos os outros lados de mim estavam muito constrangidos e tentavam se soltar, mas o joelho zoado não permitia movimentos bruscos. Finalmente aceitei o fio dental, e ele permitiu que eu saísse do aperto. Os alunos do ensino médio estavam observando, curiosos. 
   Meu pai estava rindo, porque o meu lado que ri das coisas ridículas que acontecem comigo foi herdado dele. 
   Com o rosto mais vermelho do que julgava possível ficar, saí arrastando a perna sem me despedir. Ouvi o carro arrancando e a buzina escandalosa. 
    Ele adora fazer isso comigo.

0 comentários:

Postar um comentário

 

Casa da Hachi Template by Ipietoon Blogger Template | Gadget Review