segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Pra você saber o quanto te detesto:

Postado por MissHachi7 às 20:46 0 comentários
"Se eu tivesse um revólver com duas balas e estivesse numa sala com Hitler, Bin Laden e você, eu atiraria em você duas vezes." - The Office


sábado, 27 de setembro de 2014

Assassinando

Postado por MissHachi7 às 05:12 0 comentários


matei você dentro de mim
e no começo eu achei paz
mas em alguns dias seu cadáver começou a feder
e me envenenou
até eu começar a morrer também

então eu ressuscitei você
por três segundos
apenas o suficiente para mostrar a saída
e tirar você de mim
[vivo, mesmo]
para eu conseguir viver

se eu mantivesse você
[desgraçado]
morto aqui
eu teria que sobreviver
ignorando o nojo que sinto de você

agora que te mandei embora de mim
posso me concentrar em matar outras coisas

matar tudo em mim que deseja matar
tudo que me fez achar que matar você fosse uma boa ideia
tudo que me fez achar que deixar você entrar fosse uma boa ideia, para começo de conversa.

HAIKAI 52

Postado por MissHachi7 às 05:05 0 comentários
Quando a ideia não rima
liga o foda-se
jogue palavras embaixo.

SURTO DE MOTIVAÇÃO

Postado por MissHachi7 às 02:43 0 comentários
eu no momento

Agora são duas e meia da madrugada, eu precisava registrar como estou me sentindo. Queria gravar um vídeo, mas todo mundo está dormindo e todos têm que acordar cedo amanhã, então decidi escrever. Eu sinto que posso mudar. 
Não estou feliz comigo, nem um pouco.
Não estou gostando de mim, nossa, nem um pouco.

Mas estou me dando um voto de confiança.
Talvez seja o último, mas se tudo der certo, eu só preciso de mais esse.

Nada do lado de fora mudou;
continuo odiando ir para onde vou,
mas algum coisa mudou aqui dentro.

Eu SEI que consigo fazer isso, é muito mais fácil estando fora de casa, porque sou eu quem faz as compras e sou eu quem determina meus horários.

Minhas metas no momento [com sono e cansada de ter arrumado todo o meu quarto], são:

Caminhar pelo menos 40 minutos por dia, inclusive nos fins de semana.
Comer melhor [sem dietas absurdas, só incluir coisas verdes e diminuir açúcares, agora].
Estudar duas horas por dia [exceto aos domingos, que é dia de FRIENDS, baby].
Encontrar uma atividade física de que eu goste e a que eu tenha acesso, e praticá-la.

MANO, espero que eu me lembre da sensação que estou tendo agora quando acordar amanhã, porque PUTA QUE PARIU, é fantástico, eu sinto que posso!
E olha que ontem eu estava chorando por ser um fracasso...

Agora eu sou um fracasso que tenta superar o que aconteceu.
O fato de eu não estar nem pensando em relacionamentos também ajuda, quer dizer que eu posso ficar sem depilar as pernas e foda-se todo mundo! Não estou nem aí para minha aparência, eu preciso muito melhorar como eu me sinto em relação a mim, e como eu estou agora simplesmente não me inspira respeito.
Como eu respeito alguém que faz isso consigo mesma? 
Comer até pesar 110 quilos? 
Eu não consigo gostar de mim, e não espero que ninguém mais goste.

Não porque eu sou gorda. Vá pro inferno.
Mas porque eu não faço nada a respeito disso, sendo que me incomoda.

Se eu fosse feliz sendo gorda, porra, tava tudo ótimo, mas não. Eu me detesto, tenho nojo de me olhar no espelho e tenho raiva de mim por tudo, por todas as falhas e dificuldades [que sei serem culpa/responsabilidade completamente minha], e apesar de também ter problemas com que o meu peso não tem nada a ver, o fato de não ser magra me afeta em tudo. 
Pode soar ridículo pra todo mundo, mas ser gorda faz eu pensar que é mais difícil aprender Cálculo. 
Ser gorda faz eu achar que ninguém gosta de mim.
Todo elogio parece brincadeira de mau gosto.

E enquanto eu não resolver isso, vou continuar sendo uma gorda frustrada.
Então eu quero acordar amanhã de manhã ainda acreditando que posso mudar. 
E talvez vir a ser uma pessoa que eu realmente respeite e ame. 
TALVEZ.

Porque você sabe como tem gente que emagrece e vira uma vadia chatinha.
E se esse sopro de ânimo morrer durante essa noite, eu quero que isso fique escrito e publicado.
Vai ser ótimo para me humilhar. Quem mandou ser tão fraca, filha da mãe?

Se não, se eu ainda estiver inspirada e me esforçar todos os dias para me manter assim...
Ótimo, esquisitona, não está fazendo mais que sua obrigação.
Boa noite!
[agora são 2:45h]

sexta-feira, 26 de setembro de 2014

"Apenas sobreviva ao dia."

Postado por MissHachi7 às 21:35 0 comentários


eu sei que é complicado
eu mesma fiz as contas
e faltam 1825 dias para eu me formar
se eu não pegar nenhuma dependência
e isso quase me matou
[podia ter matado].

eu quero ir embora pra sempre
e meus "sempre" duram pouco
[quase tanto quanto os "nunca"]
e sinto uma agonia terrível com as segundas-feiras
[são cinco dias tendo que sair de casa].

fico tão feliz com o fim de semana
que nem vejo ele passar.

enfim, assim fica menos horrível.

pensar que é só mais hoje.

Apenas sobreviva ao dia.

você não tem que viver os 1825 dias,
não tem que ir a aula todos os dias,
só mais hoje.

e no dia seguinte se convence de que é só mais hoje,
e assim por diante.

Apenas sobreviva à porcaria do dia.

não facilita muito,
mas é só mais uma coisa que você usa pra se enganar
e já que você vai se enganar sobre um monte de coisa
saúde
amor
felicidade
paz
por que não mais isso?
essa pelo menos vai te ajudar a seguir em frente.

Apenas sobreviva ao dia.

isso está colado na minha parede
pra eu não me convencer a matar aula.

não tenho que ir todo dia,
só hoje.


"Dar uma de Aline"

Postado por MissHachi7 às 20:50 0 comentários
   

Quando eu morava em Araxá, meu pensionato ficava ao lado do da Maria Clara, e a gente só ficava separada pra dormir [haha], afinal acordávamos às seis da manhã e pegávamos ônibus, assistíamos a aula juntas, fazíamos curso à tarde juntas, e à noite ficávamos conversando, na rua ou na garagem dos pensionatos. 
Ou seja, a gente se conheceu bem nesses meses que estivemos lá. 

Por isso, ela desenvolveu a expressão "dar uma de Aline".

"Ah, estava mexendo na geladeira, dei uma de Aline e derrubei as coisas da Dona Zulma."

E eu me lembro de ter ficado meio revoltada quando ela disse isso, porém essa semana tudo fez sentido.

Quando me mudei pra cá, pra república, todo mundo foi uma gracinha. 
"Olha, pode usar o que quiser, fica a vontade, é tudo nosso", e eu pensei, ufa. "só toma cuidado com essa vasilha de vidro aqui, ela é do Ko, e ele gosta muito dela, fora isso, relaxa".

Aí eu pensei, bom, eu nunca uso nada de vidro mesmo, excelente não precisar ter medo de destruir a casa, yes, e assim vivi quase dois meses.

   Então, estava eu no fim de semana passando por um acesso de larica por doces, e fiz três litros de gelatina [um litro de cada sabor, uva, abacaxi e cereja] e meio quilo de mousse de maracujá. Como vocês devem imaginar, em uma república com quatro pessoas e uma geladeira, isso significa que eu tenho apenas um pequeno espaço físico para armazenar todas essas gordices, então pedi para Ayana me ceder um pedaço da prateleira dela e do Ko para eu guardar o mousse. Para constar, a Vasilha de Vidro estava lá.

Ayana, já sabendo que não sou a pessoa com as melhores habilidades manuais do mundo, disse que ela mesma abriria espaço para mim, era só eu esperar um pouquinho.

Eu, sendo a mula teimosa que sou, disse que eu podia fazer isso, afinal, não sou tão inútil assim. E no momento em que toquei a Vasilha, ela caiu no chão e quebrou.

Então, Maria Clara, acho que já podemos tornar a expressão oficial! 
Provei empiricamente que é verdadeira.

OBS: já comprei outra pra ele, mãe, relaxa. Mas não é a mesma coisa.


quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Alô, depressão?

Postado por MissHachi7 às 23:43 0 comentários
  
 Sabe como de vez em quando a gente se sente meio mal, e escuta uma música e a letra bate muito com a situação por que estamos passando, e aí a gente fica menos deprimido, porque percebe que não é a única pessoa tomando no cu daquele determinado jeito?
 É, eu não achei nenhuma maldita música que fizesse eu sentir como se não estivesse sozinha no mundo. 

Todo mundo que levou um chifre escreve a música falando sobre como o infitete quer voltar com ela agora.


Todo mundo que está longe de casa está deprimido, mas decide voltar. 

NÃO É MEU CASO. NENHUM.

Sair da cama é fisicamente impossível [sim, estou na cama agora]
Minha cabeça começa:

"Aline, sai daqui, vai vestir roupa, vai pra aula."
e meu corpo nem olha
"Aline, você vai se atrasar, levanta, por favor."
meu corpo só mostra o dedo do meio
"ALINE CARALHUDA VAI PRA AULA"
meu corpo vira pro outro lado
"Ok, você perdeu o primeiro horário, mas se sair agora ainda pega o segundo"
vai pro inferno
"PELAMORDEDEUS SAI DESSA CAMA EU NÃO AGUENTO MAIS O CALOR"
não
"ALINE, DUAS HORAS DA TARDE, PELO MENOS VAI COMER ALGUMA COISA"
nem.
"OS GATOS TÃO MIANDO, VAI VER O QUE É"
o corpo vai, abre a porta, os gatos entram no quarto, o corpo volta pra cama, e assim vai um dia inteiro

Só isso mesmo, tô numa bad do caralho, socorro, obrigada, falou, valeu.

Quando mudou?

Postado por MissHachi7 às 11:14 0 comentários


Enfim, eu estava até disfarçando bem até uns dias atrás, mas na segunda eu comecei a chorar do nada.

Antes as coisas ficavam muito bem acomodadas aqui, tudo tinha lugar na bagunça, mas de repente eu não tenho mais controle de nada, nada do que entra nem nada do que sai. Tudo me afeta, eu afeto tudo. Eu estou sentada, olho para uma xícara e começo a chorar. Estou na sala, a Frida mia um pouco mais alto, e eu choro. Ayana me abraça e eu choro. Que porra é essa?

Eu sinto que não estou bem, e sempre que tento falar com alguém a respeito, parece que só piora. E quando tento escrever a respeito, parece que não enfatizo o que é importante, esqueço o que devia dizer. E não acredito em ninguém que diga que se importa. 
É como se eu fosse um monte de pedaços e não conseguisse empilhar as coisas e fazer de conta que estou inteira de novo. 

Talvez seja a quantidade enorme de mudanças em tão pouco tempo, mas por que outras pessoas que também passaram por mudanças não estão se desintegrando?
Ou estão e ainda conseguem disfarçar?

O que eu fiz?


Isso muda as coisas?
Isso me muda?

domingo, 21 de setembro de 2014

Amar de jeito nenhum

Postado por MissHachi7 às 22:27 0 comentários
Hã, tudo o que eu falei sobre amor, esquece.

ou não esquece e só adiciona minha indecisão aí

não quero amar mais não

dói

FISICAMENTE

só de pensar

talvez eu só não esteja pronta...

mas não dou conta, de verdade, estou cansada

estou exausta

e não consigo.

quinta-feira, 18 de setembro de 2014

Amar de novo

Postado por MissHachi7 às 15:28 0 comentários


Ando falando demais de amor e até eu estou meio cansada.
Porém, que posso fazer se esse é o tema que mais me instiga?
Mais me move?
Mais me apavora?

Eu não perco o sono por nada.
Exceto por amor.
Falta dele ou presença súbita dele.

Decepções em todas as esferas da vida acontecem,
incomodam, mas não abalam.
Menos a esfera do amor,
essa está toda rachada, mal parece uma esfera depois de tanta coisa,
e quando ela sofre o menor arranhão adicional, eu choro
choro sangue
porque o amor me afeta.

Então vem aquela pergunta
pessoalmente
via e-mail
mensagem no Facebook
SMS, até.
Se já viu tantas vezes dar no que dá,
porque ainda ama, Aline?
Não aprende?
É tão terrível, fundamentalmente teimosa a ponto de mandar a cabeça
na mesma parede
toda vez
e ainda assim pegar impulso de novo?

Ou melhor ainda,
por que se apega tanto?
Pode amar, desgraça.
Mas por que querer tanto o outro,
precisar tanto do outro,
dispor-se tanto ao outro?
Por que não cuida mais do seu coração?
Por que ser tão integral para amar?

Bom, eu aprendi a resposta antes da última vez.

Amo sempre completamente porque quem vem agora não merece receber o amargo de quem acabou de ir embora.

Amo sempre muito, e demais, porque se eu não for o meu melhor pra quem está comigo, não posso querer que ele seja o melhor dele para mim.

Amo como amo porque, no fim, se eu permitir que cada decepção suma com um pedaço do que eu posso ser, um dia não serei coisa alguma.

Amo com certeza, porque, um dia, quem eu amar será quem vai me amar assim também, e ele não vai nem ver que eu já fui feita em cacos, porque amo sempre inteira.

E por isso eu insisto em amar de novo.

Ela me conhece

Postado por MissHachi7 às 15:04 0 comentários
 
 
Estava eu sozinha aqui na república o fim de semana inteiro. 
Contei pra mamãe que ia ter esse tempo "livre" pra fazer o que quisesse [tomar banho com a porta aberta, deixar pra lavar a louça toda só à noite... essas maravilhas da liberdade que só temos quando a sós conosco mesmos], e o que ela me aconselhou? 
Nada de strippers?
Nada de festenhas adoidadas? 
Nada de ouvir música no vigésimo nono volume?
Não, porque ela me conhece. Foram essas exatas palavras:

"Se você tiver andando pelada no apartamento, cuidado com as janelas."
 
Ela me conhece tão bem!

Os olhos são o cadeado da alma

Postado por MissHachi7 às 14:53 0 comentários
"Quem não compreende um olhar, tampouco compreenderá uma longa explicação." - Mário Quintana

Não adianta - se não se falam em silêncio, não há "eu te amo" que convença.

terça-feira, 16 de setembro de 2014

Se eu morrer

Postado por MissHachi7 às 12:12 0 comentários


Antes de mais nada, eu digo "se eu morrer" e não "quando eu morrer" apenas por uma questão cronológica. Complete na sua cabeça como "se eu morrer antes de vocês", ok?

Alguém tem que apagar meu histórico, então por favor, tirem no jokempô quem faz isso. Se as pessoas que sabem minha senha não aparecerem, o primeiro que chegar no notebook, taque fogo nele, obrigada.

Meus livros têm que ser distribuídos entre meus amigos cuidadosos [se eu souber que UM livro foi parar com alguém que usa as abas para marcar páginas, eu volto e assombro vocês].

Quero avisos oficiais em todos os meus blogs [é, eu tenho mais de um, como assim vocês não leem os outros?], e nas redes sociais. Exceto no twitter, ninguém que eu conheço usa o twitter.

ALGUÉM tem que sumir com todas as minhas contas em sites de encontros online. POR FAVOR.


Imagino que Frida Sankofa vá ficar com Ayana, mas se algo der errado e isso não acontecer, alguém tem que cuidar dela. Álisson, Ananda e Ayana Renata, vocês são os candidatos mais fortes, tirem no dois ou um quem fica com ela e DEEM AMOR [e ração. e água. e escovem o pelo. e continuem passando Cetaconazol na orelha direita].

Providenciem que na minha lápide esteja escrito "Quem mandou fingir que não era das humanas?". Se cobrarem por palavra, deixa só "sdds".

Faço questão de que gravem a reação popular à notícia do meu falecimento. Podem postar no YouTube como "Apatia".

O resto acho que posso deixar pra vocês resolverem, não é possível que nem pra morrer vou poder contar com a colaboração alheia.

PS: tema besta, né? É.

domingo, 14 de setembro de 2014

Metáfora sobre traição

Postado por MissHachi7 às 13:42 0 comentários


Pensa, é como se os dois estivessem construindo, juntos, uma casa.
Cada um trabalhando em um lado.
Ele anda no lado dela, pula, chuta as estruturas, testando o tempo todo se está firme de verdade.
Ela só o observa construir do outro lado, parece bonito, parece seguro.
E um dia ela decide dar uma volta do outro lado e nos primeiros passos tudo desaba em cima dela!
E enquanto está no chão, tentando entender o que houve, vê o cara quebrando o lado dela com uma marreta.

De nada.

quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Amor ou derrota?

Postado por MissHachi7 às 22:33 0 comentários


"Ninguém vai dizer que foi por amor. Todos vão chamar de derrota." - Cícero

Quando você chorar 
[mesmo sozinha, mesmo que não esteja reclamando com ninguém]
vão dizer bem feito, quem mandou amar?
Eu sei que ninguém vai tentar consolar você.
Então fico feliz por ter vindo aqui, quero te falar umas coisas
que me empurraram pra frente 
ajudaram a parar de chorar 
quando eu confundi 
o amor que eu senti 
com uma derrota que estava sofrendo...

"Eu me lembro de você dizendo que tinha encontrado a melhor coisa do mundo. Você tinha me falado que cada dia era tão maravilhoso que valeria a pena pelo que estava sentindo... Então seja grato por ter chegado a conhecer essa pessoa! E siga em frente agora que acabou." - Dido




Aos poucos a gente percebe que não foi derrotada
porque amar alguém não é fraqueza alguma
é algo que demanda coragem.
E se deu errado no fim não é como num jogo
em que há um vencedor, um perdedor.
Há lágrimas, cicatrizes, lições.
Derrota?



"Ama-se porque não se pode escolher não amar." - Fábio Chap

Olhe, pelo menos não foi você quem partiu o coração de alguém.
Eu pensei muito nisso, porque quando alguém trai você, 
dói sentir partir uma amizade, a confiança, o amor, o orgulho...
E mesmo assim, depois de um tempo o choro dá lugar a um grande alívio.
Céus, ainda bem que não fiz ninguém passar por isso que estou sentindo!
Sim, seria melhor se eu não sofresse também.
Mas é a melhor matemática a longo prazo. 
Mantém o karma mais confiável pro futuro...



"Deus me escolheu para me foder - mas - no fundo - era amor." - Carpinejar


Só isso mesmo, não pense que só porque tá ruim agora 
vai ser ruim pra sempre.
LEMBRA, é sério, pode ser um dia difícil, mas é uma vida linda.
Só porque encontramos um ou dois filhos da puta no caminho 
não significa que eles estejam em maior proporção no mundo.
Só fazem mais barulho.
Continue amando, faz sentido!



quarta-feira, 10 de setembro de 2014

O que se passa na cabeça de um gato

Postado por MissHachi7 às 21:12 0 comentários


"O lado bom de dormir com pessoas é que elas são quentinhas. O lado ruim é que elas respiram e isso me derruba de cima delas. Já dormi com humanos que não respiravam, mas eles não eram quentinhos e logo começavam a feder."

"Olha, as humanas estão limpando nossa caixa de areia, vamos aproveitar para sujar enquanto elas fazem isso, mantê-las ocupadas... Quando estão à toa elas insistem em fazer carinho."

"Hum, uma pilha de roupas cheirosas e limpinhas sobre a cama! Vamos dormir nelas para ter certeza de que  nossos pelos estejam em TUDO."

"Humana, eu vi que você entrou no banheiro há um minuto e meio, aconteceu alguma coisa? Por que está demorando tanto? Abra a porta, fala comigo ME DEIXA ENTRAR!"

"Uma caixa de papelão? *_* OMG eu amei, muito melhor do que a cama cheia de edredons fofos que vocês arrumaram, prefiro dormir no chão a dormir naquilo!"

"PONTINHO VERMELHO TREM DO CAPETA DESSA VEZ EU TE PEGO AH MULEKE!"

"Humanas, eu trouxe essa mosca gigante morta pra vocês porque quis expressar meu amor e gratidão por terem me adotado, fazendo, é claro, nada menos que a sua obrigação, mas tá aqui, de nada."

"Tudo que está no chão da humana é um potencial brinquedo/travesseiro. Melhor levar essa calcinha pra sala e dormir em cima dela."

"Vamos aproveitar que acabamos de comer e miar como se estivéssemos morrendo de fome só pra confundir todo mundo? Vamos!"

"A culpa é minha, eu ponho em quem eu quiser."

Postado por MissHachi7 às 15:44 0 comentários


Prefiro assumir a culpa.
Muito melhor contar a merda que virou já dizendo
é, fui eu, estraguei tudo
que deixar os outros especulando o que houve.
Você não acha? Pra que inventar, ô, à toa?

Prefiro ter todo o peso do fim sobre minhas costas
a não ter certeza do que fodeu com os esquemas.
Ou como você, fazer de conta que não houve nada.
Ridículo.

Muito melhor.
Melhor que ficar refletindo demais sobre o que aconteceu
e chorar por não entender
e ter medo da hora de dormir porque é quando pensamos mais
e estremecer ao ouvir seu nome.
Muito melhor calar qualquer referência ao "nós" com um
é, acabou, e foi culpa minha, não vamos falar sobre isso.

Mesmo a culpa sendo sua.

quinta-feira, 4 de setembro de 2014

Lista da Pá

Postado por MissHachi7 às 20:15 0 comentários


"Eu inventei uma coisa chamada Lista da Pá. [...] É bem conceitual, uma lista de todas as pessoas e coisas que eu detesto tanto que adoraria ter a chance de dar com uma pá na cara delas." - Chá de Sumiço, Marian Keyes

C.
Belo Horizonte
língua espanhola
mudanças de última hora
franguinhas mil-likes
dias quentes
quintas-feiras
falar sobre provas
lâmpadas tremeluzentes
tatuagens "modinha"
birras
chantagem emocional
boné de aba reta
cebola
calcinhas bege
interrupções
sapatos verdes
abraços frouxos
atrasos
academia
lojas que não aceitam cartão de débito
café sem açúcar
rampas
aleluias [aqueles insetos que voam ao redor da luz]
playboças
emoticons
luzes de Natal quando não é Natal
meias listradas
esmaltes transparentes
convenções sociais que me impedem de dormir onde eu quiser
cores fluorescentes
bateria do celular
chás baratos
leggings
filas
relógios parados
telefones ocupados, desligados ou fora da área de cobertura
roupas brancas
internet lenta
amendoim com chocolate branco
travesseiros macios
sabão em pó
silêncio absoluto
o começo de "love this pain", de Lady Antebellum
óculos espelhados
hálito matinal
comida salgada demais
Horário de Verão
músicas compridas demais
casamentos
poltronas de ônibus
copos de plástico
miniaturas inúteis
falta de senso de humor
números ímpares [exceto 13]
propagandas
sudoku
olheiras
camas macias
palavras cruzadas
horário eleitoral
M.A.
dietas
"tipo assim"
tênis brancos
plumas
borrachas que borram
correr
sombrinha/guarda-chuva
portas batendo
adesivos da Barbie
B.Q.
indiferença
todo mundo calmo e eu morrendo
todo mundo morrendo e eu calma
entrosamentos errados
ambientalistas chatinhos
correntes ["mande esse vídeo para todos os seus amigos..."]
banhos frios
casais grudentos
clichês

>> em eterna expansão <<

OBS: levem na brincadeira, façam uma listinha também, ajuda a descontar a raiva de um jeito neutro... eu gosto de achar que é uma forma de ser agressivo de forma passiva. Se algum item da lista te ofende... mande uma pá nele também.

Sem ar

Postado por MissHachi7 às 19:09 0 comentários


Quando a gente é criança e brinca de ver por quanto tempo consegue prender a respiração, era treinamento pra essa vida de adulto apaixonado, que enquanto um não chama pra conversar nenhum dos dois respira. 

terça-feira, 2 de setembro de 2014

Liçããããããão de hoje

Postado por MissHachi7 às 18:07 0 comentários
Eu juro que foi a última vez.

Juro que dessa vez aprendi.

Amor só da minha mãe
meu pai
meus irmãos
meus amigos.

O resto é gente brincando de pisar no meu coração.
 

Casa da Hachi Template by Ipietoon Blogger Template | Gadget Review