sábado, 15 de novembro de 2014

Motivos para amar BH

Postado por MissHachi7 às 13:36
Eu passei os últimos meses morando em BH e reclamando daqui, então para não me chamarem de mal-agradecida [porque de mal-amada, mal-comida e mal-vestida já me chamam e ah, sei lá, cansa], decidi fazer uma lista [que espero ter mais de dois tópicos] com motivos para você gostar desta linda cidade que eu tanto detesto!


1 - a Bienal do Livro está acontecendo aqui [não sei se vou, porque né, tem que pegar ônibus pra chegar na Expominas, ninguém quer ir comigo, sozinha eu me perco e não tenho dinheiro pra comprar seis gilhões de livros quando chegar lá, MAS EI, está acontecendo!];
2- quando chove fica até gostoso andar na rua [claro que a chuva é meio estranha - deixa a gente meio pegajoso depois que seca - mas ainda assim é chuva, e chuva é vida];
3- a UFMG fica aqui [e essa não tem contra algum, porque é foda pra caralho, especialmente quando a gente invade o DA do IGC e fica lá curtindo a paisagem - maior concentração de barbas por metro quadrado que eu já vi - enfim, maior PLUS que algo pode ter é ter a UFMG, beijos];
4- se você quer ir pra algum lugar, tem um ônibus que vai lá [não, isso não é óbvio, tem cidades em que você pega um ônibus, para a seis quilômetros de outro ponto onde tem que pegar mais um, pega outro ônibus, anda mas dois quilômetros, aí tem um lugar onde você aluga bicicletas pra ir até o próximo ponto de];
5- as pessoas são muito simpáticas com estranhos [se você parar alguém para pedir informações, eles até sorriem pra você, é outro mundo, sério... caso real: 

"- Moço, licença,  onde fica a Praça Sete, fazendo favor?
- Você está nela! (sorriso)
- Mesmo? (perdida) E onde fica a UAI?
- Aqui, olha (aponta pra uma placa gigante ao meu lado onde se lê UAI)
- Nossa, desculpa, obrigada.
- Imagina! Até mais! (sorriso e tchauzinho)." 

onde mais isso acontece? LUGAR NENHUM! Não tem amor em BH, mas tem educação];
6- sempre que você fala "porta", "porque", "porquera", alguém ri [e no começo isso me incomodava, mas agora sinto um carinho imenso pelo sorriso que inevitavelmente brota com meus erres, sinto que é meio um dom];
7- não importa o que você quer comprar, tem pra vender não muito longe de onde você mora [por exemplo, eu passei uma semana reclamando que não tinha terra nesse mundo - é, talvez depois eu conte a respeito - e quando decidi tirar a bunda da cadeira, achei uma floricultura a quatro quadras daqui... quer dizer, isso me deixou mais satisfeita do que seria esperado];

Sete é número mágico, tá ótimo. Apesar de todo o mimimi ainda não é a pior parte da minha vida estar aqui não, podia estar MUITO mais tretado, admitamos. OK, eu gosto um pouco. Só um pouco. Sem a Ayana fica mais difícil ver o lado bonito das coisas.



0 comentários:

Postar um comentário

 

Casa da Hachi Template by Ipietoon Blogger Template | Gadget Review